Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositoriosenaiba.fieb.org.br/handle/fieb/870
Title: Estudo do pré-tratamento alcalino e sacarificação enzimática da fibra do coco para produção do etanol 2g
Authors: Guarieiro, Lílian Lefol Nani
Ramalho, José Julio Araújo
Vieira, Érika Durão
Alves, Carine Tondo
Anjos, Jeancarlo Pereira dos
Keywords: Etanol
Fibra de coco
Sacarificação
Etanol de segunda geração
Issue Date: 5-Mar-2019
Publisher: Centro Universitário SENAI CIMATEC
Citation: RAMALHO, José Julio Araújo; GUARIEIRO, Lílian Lefol Nani (Orientadora); VIEIRA, Érika Durão (Coorientadora). Estudo do pré-tratamento alcalino e sacarificação enzimática da fibra do coco para produção do etanol 2g. Salvador, 2019. 99 f. Dissertação (Mestrado em Gestão e Tecnologia Industrial) - SENAI CIMATEC, Salvador, 2019.
Abstract: O resíduo do coco verde, embora orgânico, apresenta lenta degradação, levando em média de 8 a 12 anos para se decompor. Esse fator se agrava à medida que o consumo da água de coco cresce e o resíduo é depositado em grande quantidade nas praias. O grande volume de casca de coco verde é levada aos aterros sanitários, tratadas como lixo, reduzindo o espaço do aterro e diminuindo a sua vida útil. Frente a este problema, surge a oportunidade do reaproveitamento desse resíduo para a produção do etanol de segunda geração (2G). O etanol 2G é obtido a partir da hidrólise das fibras de celulose e hemicelulose em açúcares fermentescíveis. A celulose é o polissacarídeo mais abundante na Terra. No entanto, sua molécula é bem protegida na parede celular e hidrolisá-la de forma eficiente é uma das barreiras a serem alcançadas. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos do pré-tratamento alcalino e sacarificação enzimática da fibra do coco verde para produção do etanol 2G. Os resultados das alterações de massa na fibra bruta, pré-tratada e sacarificada evidenciaram alterações no conteúdo de celulose, hemicelulose e lignina desejáveis e compatíveis com o agente de hidrólise. As condições reacionais ótimas obtidas foram com concentração de peróxido de hidrogênio com média de 5,4%, a um tempo reacional de 2,5 horas e temperatura média de 80ºC. Foi verificada a liberação de açúcares redutores totais, dentre eles açúcares fermentescíveis, na etapa de sacarificação utilizando o coquetel de enzimas ROHALASE®SEP.
URI: http://repositoriosenaiba.fieb.org.br/handle/fieb/870
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPG GETEC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
José Julio Araújo Ramalho.pdfTCCP / DISSERTAÇÃO GETEC / SENAI CIMATEC2.99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.