Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositoriosenaiba.fieb.org.br/handle/fieb/529
Título: Caracterização de três cultivares de manga de diferentes arranjos produtivos da Bahia
Título(s) alternativo(s): V WORKSHOP DE PESQUISA TECNOLOGIA E INOVAÇÃO (PTI) e I SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA (SIINTEC)
Autor(es): Penha, Josenai da S.
Bramont, Wagner B.
Leal, Ingrid L.
Druzian, Janice I.
Machado, Bruna A. S.
Palavras-chave: Manga - Cultivo
Manga Palmer
Manga espada
Manga - Composição química
Data do documento: 10-Set-2015
Editor: SENAI/CIMATEC
SENAI/CIMATEC
Citação: PENHA, Josenai da S. et al. Caracterização de três cultivares de manga de diferentes arranjos produtivos da Bahia. In: WORKSHOP DE PESQUISA TECNOLOGIA E INOVAÇÃO - PTI, 5., SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA - SIINTEC, 1., 2015, Salvador. Anais... Salvador: SENAI/CIMATEC, 2015. p. 111-120
Resumo: A composição química da manga (Mangifera indica L.) varia de acordo com o local, variedade, estágio de maturação e condições climáticas, sendo cultivada principalmente em regiões tropicais e subtropicais. O manejo da agricultura permitiu o acesso a uma grande variedade de cultivares de manga, a exemplo podem ser citadas as variedades Tommy Atkins, Espada, e Palmer. Dentro desse contexto, o objetivo deste trabalho foi realizar a caracterização físico-química de três variedades de mangas coletadas nos arranjos produtivos locais do estado da Bahia (Livramento de Nossa Senhora, Dom Basílio e Juazeiro). Conforme metodologias do Instituto Adolfo Lutz, foram realizadas análises fisícoquímicas que permitiram identificar uma variação no teor de proteínas de 0,73±0,16% (E1)a 1,37±0,21% (P1), lipídios de 0,10±0,04% (T) a 0,23±0,06% (E1), atividade de água (Aw) de 0,98±0,10% (a maior parte das mangas) a 0,99±0,10% (T), °Brix entre 6,10±0,10 (E1) a 16,5±0,04 (T), pH de 2,84±0,10 (T1) a 5,84±0,10 (T), Umidade de 82,07±0,62% (T) a 86,25±0,56% (T3), Cinzas de 0,05±0,05% (P2) a 0,43±0,09% (P1) Vitamina C de 10,10±2,54 (T2) a 18,78±0,83% (P3) e Acidez Total Titulável de 0,11±0,01 (P3) a 1,47±0,01% (P1) nos cultivares de manga. A partir dos resultados corroborou-se que a composição química da manga é variável conforme o cultivar, local de cultivo, clima, recursos tecnológicos, disponibilidade de água, entre outros fatores.
Descrição: p. 111-120
URI: http://repositoriosenaiba.fieb.org.br/handle/fieb/529
Aparece nas coleções:Artigos Publicados em Periódicos (PPG GETEC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
V WORKSHOP Caracterização de três ....pdf1.17 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.