Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositoriosenaiba.fieb.org.br/handle/fieb/767
Título: Segurança pública no futebol de Salvador: proposta de um modelo para análise de risco de violência
Autor(es): Pereira-Guizzo, Camila de Sousa
Oliveira, Anderson Ubiratan Farias de
Senna, Valter de
Passos, Francisco Uchoa
Silva, Giovana Oliveira
Palavras-chave: Análise de risco
Evento - Policiamento
Segurança pública
Futebol - Violência
Data do documento: 2015
Editor: Faculdade de Tecnologia SENAI CIMATEC
Resumo: A violência nos estádios de futebol deve ser tratada com atenção pelas autoridades, uma vez que este é o esporte mais praticado no Brasil e que atrai inúmeros torcedores. Considerando a necessidade de se promover uma reforma nas atuais medidas de segurança utilizadas no combate à violência em estádios de futebol, haja vista que esses eventos quando ocorrem podem gerar insegurança e graves consequências, causar comoção social e expor a imagem dos agentes de segurança pública ali representados pela Polícia Militar, torna-se necessário que o planejamento operacional de avaliação de risco para a segurança seja pautado na análise de diversas variáveis com referências objetivas. Portanto, o objetivo geral desse trabalho é propor um modelo de analise do risco de violência em espetáculo futebolístico que contemple os critérios objetivos mais importantes baseado na sua importância relativa. Os objetivos específicos são identificar as variáveis que podem influenciar na ocorrência de eventos violentos em estádios de futebol; classificar a probabilidade de risco em eventos futebolísticos e verificar se o critério expectativa de público adotado pela PMBA como parâmetro para definição da quantidade de policiais escalados é de fato o mais relevante. A metodologia deste trabalho consiste na realização de pesquisa bibliográfica e quantitativa. Para o alcance dos objetivos, foram consultados oficiais da PMBA que trabalham diretamente com eventos esportivos (onde foi possível identificar as variáveis que podem ou não influenciar nas ações violentas em jogos de futebol) e realizado levantamento estatístico dos dados publicados nos relatórios confeccionados pela PMBA em dias de jogos nos anos de 2012, 2013 e 2014, na cidade do Salvador. Para análise dos dados, foram usadas estatística descritivas e aplicação das técnicas árvore de decisão e regressão Logística politômica do software estatístico SPSS. As variáveis selecionadas foram: período do mês, período da semana, horário de início da partida, time mandante do jogo, local do jogo, promoção de ingresso, condição climática, quantidade de público, atendimento ao protocolo de eventos da PMBA, tipo de competição, classificação no campeonato e rivalidade das torcidas. Os resultados indicaram que as variáveis que mais influenciam para a existência de atos de violência em estádios do município de Salvador são: Público; Classificação do time na competição; quantidade de policiais escalados; presença de torcida rival e realização de promoção de ingressos, o modelo desenvolvido tem excelente poder de predição de risco na medida em que consegue classificar corretamente 70,2% dos jogos. A variável quantidade de público é a mais significativa para a ocorrência de ações violentas em espetáculos futebolísticos. Portanto, o protocolo de atuação em eventos da PMBA está correto ao eleger essa variável como principal parâmetro para a tomada de decisão, embora esta pesquisa tenha indicado também a importância de se considerar outras variáveis.
URI: http://repositoriosenaiba.fieb.org.br/handle/fieb/767
Aparece nas coleções:Dissertações de Mestrado (PPG MCTI)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Anderson Ubiratan.pdf1.11 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.