Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositoriosenaiba.fieb.org.br/handle/fieb/744
Título: Método de detecção de padrões na dinâmica dos movimentos complexos na deglutição de um indivíduo.
Autor(es): Zebende, Gilney Figueira
Castro, Arleys Pereira Nunes de
Miranda, José Garcia Vivas
Cruz, Juan Alberto Leyva
Penna, Thadeu Josino Pereira
Guimarães, Rodney Nascimento
Palavras-chave: Série temporal
Método DFA
Hemiplegia
DCCA
Data do documento: 30-Mar-2012
Editor: Faculdade de Tecnologia SENAI CIMATEC
Resumo: A visão humana e capaz de identificar diversos tipos de padrões ou modelos de movimentos. Podemos assim, distinguir os mais complexos padrões e diferenciar sem muita dificuldade os mesmos. Por exemplo, visualmente somos capazes de identificar o movimento do subir e descer da glote na deglutição, mesmo que esta esteja sob a pele. Este motivo dificulta a identificação de qual parte devemos analisar, se é o movimento da pele ou da glote. Estas a ações são facilmente identificadas pelo cérebro humano, mas exigem um complexo processamento quando feitas através da modelagem computacional. O objetivo desta dissertação e propor um método de detec ção de padrões na dinâmica dos deslocamentos dos pixels, através da distribuição das velocidades aparentes dos padrões de brilho de uma filmagem da deglutição de um indivíduo, em vídeos capturados através de uma câmera filmadora digital e processar em um computador portátil, assim como propor medidas e representações simplificadas deste movimento. Como ferramenta de aplicação do modelo, foi desenvolvido um software, para a identificação destes movimentos e a sua conversão em séries temporais. Para validação deste modelo, foram utilizados o método de análise de correlação DFA que apresenta uma análise de uma série temporal sem tendência a longo alcance, o método DCCA que possibilita efetuar uma correlação cruzada sem tendência entre séries, que por esta característica possibilita analisar se as series são ou não persistentes e por ultimo o índice de correlação cruzada DCCA que quantifica sua correlação cruzada em perfeitamente correlacional, ante relacional ou aleatório, este último foi proposto por (ZEBENDE, 2011), para identificar se as séries possuam alguma similaridade ou não. Foi utilizado uma abordagem amostral longitudinal com o estudo de pacientes portadores de hemiplegia que são assistidos pelos profissionais do CEPRED - Centro Estadual de Prevenção e Reabilitação de Pessoas com deficiências, acompanhando-o desde o ínicio de seu tratamento e registrando todas as suas respostas ao tratamento realizado pelo fonoaudiólogo a cada consulta. O projeto e composto por duas fases: a primeira na filmagem durante o tratamento do paciente, e a segunda na análise dos dados. Este projeto tem o propósito de ser uma ferramenta de auxílio no diagnóstico, que resulta em um aplicativo denominado Movimento CV, tal aplicativo permite a análise de todos os métodos juntamente com a captura das imagens. O intuito é que o modelo auxilie os profissionais da área de saúde a diferenciar os movimentos e que para isso seja utilizado o método proposto para detecção de movimentos e seguida conversão destes em séries temporais e logo em seguida submetidos as análises de correlação cruzada para que assim seja capaz de distinguir diferenças nas séries, identificando se os movimentos possuem ou não diferenças.
URI: http://repositoriosenaiba.fieb.org.br/handle/fieb/744
Aparece nas coleções:Dissertações de Mestrado (PPG MCTI)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Arleys Pereira Nunes de Castro.pdf4.26 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.