Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositoriosenaiba.fieb.org.br/handle/fieb/555
Título: Influência da resina polivinil butiral (PVB) utilizada como compatibilizante em compósitos de resina poliéster insaturada
Título(s) alternativo(s): V WORKSHOP DE PESQUISA TECNOLOGIA E INOVAÇÃO (PTI) e I SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA (SIINTEC)
Autor(es): Oliveira, Matheus H. M. de
Santos, Isa M. da S.
Tan, JOão K.
Pisanu, Luciano
Mello, Pollyana da S.
Palavras-chave: Polivinil butiral
Poliéster insaturada
Compósito - Compatibilizante
Data do documento: 10-Set-2015
Editor: SENAI/CIMATEC
SENAI/CIMATEC
Citação: OLIVEIRA, Matheus H. M. de et al.Influência da resina polivinil butiral (PVB) utilizada como compatibilizante em compósitos de resina poliéster insaturada. In: WORKSHOP DE PESQUISA TECNOLOGIA E INOVAÇÃO - PTI, 5., SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA - SIINTEC, 1., 2015, Salvador. Anais... Salvador: SENAI/CIMATEC, 2015. p. 735.
Resumo: O uso de fibras naturais nas indústrias vem sendo cada vez mais intenso no mercado brasileiro. As fibras vegetais são materiais sustentáveis e provenientes de plantas nativas de diferentes zonas climáticas que, quando adicionadas em componentes construtivos, favorecem a leveza do material, permite baixo custo em sua produção, além de melhorar as propriedades mecânicas destes componentes, principalmente a resistência ao impacto¹. Quimicamente, as fibras vegetais são constituídas de celulose, hemicelulose, lignina e uma pequena quantidade de ceras e gorduras². Estes fatores, aliados à alta tenacidade, resistência à abrasão e ao baixo custo, tornam o sisal uma das fibras naturais mais estudadas³. Os compósitos reforçados por fibra vegetais dependem de fatores como adesão fibra/matriz, fração volumétrica e orientação das fibras na confecção do compósito final. Os compósitos reforçados com fibras de sisal se destacam por apresentarem alta resistência ao impacto, e boas propriedades de resistência à tração e flexão4. Neste trabalho foi avaliada a influência do tratamento das fibras de sisal por polivinil butiral com diferentes teores de hidroxila e o seu efeito nas propriedades mecânicas e análise da interação da interface matriz-fibra, quando utilizadas na preparação de compósitos com resinas de poliéster insaturado em comparação com a fibra sem tratamento. As fibras foram submetidas a tratamento superficial com três soluções de diferentes tipos de polivinil butiral (Mowital B60H, B60HH e B60T) com percentuais de hidroxila variados entre 12-14, 18-21 e 24-27 respectivamente diluído em álcool etílico. Utilizou-se o Polivinil butiral como compatibilizante entre a fibra natural e a resina. Aresistência à flexão dos compósitos obtidos com as fibras tratada e sem os tratamentos superficiais e o efeito da compatibilização e a adesão das fibras à matriz foi baseada nas imagens de microscopia eletrônica de varredura das fraturas obtidas nos ensaios de resistência à flexão.
Descrição: p. 735
URI: http://repositoriosenaiba.fieb.org.br/handle/fieb/555
Aparece nas coleções:Artigos Publicados em Periódicos (PPG GETEC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
V WORKSHOP influência da resina ....pdf164.29 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.